Rua Miguel Poholink, 114 - Hauer - Curitiba
Segunda à sexta das 8h às 18h
(41) 3276.4312 || Whats (41) 99859.0419

Dor nas costas pode ser espondilolistese: o que é e quais as suas causas?

Já ouviu falar de espondilolistese? Quem tem dor nas costas pode estar sofrendo deste mal que pode atormentar todas as pessoas que tenham maus hábitos de postura, como sentar, dormir e ao levantar peso de maneira errada. O resultado mais perceptível é dor lombar e desconforto nesta região.

Vamos tratar da espondilolistese, o que é, e quais as suas causas.

Desvios da coluna
Existem muitas condições de desvios na coluna cujas origens são variadas, como lordose, cifose e escoliose, porém a espondilolistese é uma situação que merece uma atenção maior – ressaltando que nem toda lordose e nem toda cifose são patológicas.

Estamos falando do deslizamento de duas vértebras da coluna, uma sobre a outra, e este deslocamento geralmente acontece para a frente (retrolistese) ou para trás (anterolistese), podendo ocorrer na coluna lombar, torácica e cervical.

Quais os tipos de espondilolistese e suas causas
Somente um exame detalhado com um médico ortopedista especialista consegue averiguar quais são os fatores que causam a espondilolistese e, o seu tipo:

Espondilolistese Degenerativa: alterações na coluna pelo processo de envelhecimento, muito mais comum em mulheres, normalmente na região lombar;
Espondilolistese Ístmica: pode ser um defeito vertebral ou mesmo má formação, muito mais comum em crianças e adolescentes;
Espondilolistese Traumática: causada por quedas e acidentes que resultam em fraturas ou traumas nas costas;
Espondilolistese Displásica: mais comum na região lombar, atinge muito adolescentes quando os ossos não suportam a força exercida e deslizam;
Espondilolistese Patológica: a condição é a mais rara e tem como causas doenças ósseas ou tumores.

Mais do que o tipo, a espondilolistese possui graus que variam com a gravidade do deslizamento:
Grau I (25%);
Grau II (50%);
Grau III (75%) ou
Grau IV (deslizamento total).

Ciático: o nervo mais afetado
A espondilolistese causa complicações como a compressão de nervos que, se não for tratada corretamente, pode causar perdas sensitivas e motoras. O nervo mais afetado é o ciático, que atravessa toda a coluna até os pés, com dores localizadas na coluna lombar com irradiação para as pernas.

Como tratar?
Cuidar deste problema vai depender muito das lesões e do grau de deslizamento, porém somente um médico especialista vai conseguir determinar o que precisa ser feito. Basicamente, o tratamento nos casos mais graves podem indicar uma cirurgia, mas nos graus mais leves, fisioterapia e uso de anti-inflamatórios receitados pelo médico podem surtir efeitos rapidamente.

Para evitar chegar neste quadro de complicações, a recomendação é manter os músculos da coluna fortalecidos para proteger e evitar a movimentação dos ossos – e muito alongamento para melhorar na melhoria da postura.

Dores nas costas? Pode ser um quadro de espondilolistese! Entre em contato com a Clínica de Fraturas Hauer aqui no site, pelo Facebook ou Instagram, e saiba qual é o melhor procedimento para a saúde da sua coluna!

Comentários Facebook

Formulário de Contato

Rua Miguel Poholink, 114 - Hauer - Curitiba

Segunda à sexta das 8h às 18h